• Conhecer as características da pessoa surda e reconhecer os seus desafios na comunicação, nomeadamente em contexto de saúde.
     
  • Distinguir as diferentes características da surdez em conformidade com os graus de surdez e os tipos de dispositivos auditivos, reconhecendo os diferentes impactos que estes exercem na neuroplasticidade do cérebro e na aquisição de uma língua.
     
  • Compreender as dificuldades de comunicação sentidas pela pessoa surda e reconhecer as estratégias para uma comunicação eficaz.
     
  • Identificar as competências linguísticas da pessoa surda de forma a ajustar a modalidade linguística a comunicar, e reconhecer a existência e as características de uma língua adaptada às suas capacidades sensoriais disponíveis – língua gestual.
     
  • Analisar a relação entre o conceito de comunicação humanizada e a satisfação de necessidades emocionais humanas inalienáveis.
     
  • Desenvolver competências de comunicação que incrementem o nível de confiança na relação entre profissionais de saúde e a pessoa surda.
     
  • Promover a aprendizagem sobre a expressão da pessoa vulnerável, através de competências que garantam o seu bem-estar, conforto e a sua perceção de segurança.
     
  • Identificar os diferentes contextos da comunicação em triângulo e reconhecer o papel do intérprete em cada contexto.
     
  • Conhecer e dominar a terminologia em Saúde em Língua Gestual Portuguesa, em vários contextos clínicos, promovendo a relação e a segurança entre o profissional de saúde e a pessoa surda, e/ou o/a intérprete.

Contacts

Cursos ICS

Zita Bento

E-mail:  saude@ics.lisboa.ucp.pt
Tel: (+351) 21 721 41 47